Acesse na íntegra o artigo “O Tema da Imigracao na Sociologia Clássica” de autoria de Márcio de Oliveira, professor da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Curitiba, Brasil.

Abaixo a introdução ao tema escrito pelo autor.

Introdução

Embora o fenômeno das migrações internacionais tenha acompanhado e unido a história de países europeus e americanos nos séculos XIX e XX, o tema da imigração e o próprio imigrante como ator social não têm sido relacionados aos clássicos da sociologia, especialmente Karl Marx, Max Weber e Émile Durkheim.

Lukes (1985), Fournier (2007) e Tyriakian (2009) fazem referências biográficas e não analíticas ao interesse de Durkheim sobre o tema da imigração. O mesmo pode ser dito em relação a Weber (Bendix, 1986; Karlberg, 1980; 1987; 2010; Kaesler, 1988; Baert, 2007; Sell, 2013) e a Marx (Althusser, 1979; Giddens e Turner, 1999; Wheen, 2000; Codato e Perissinoto, 2011).

Uma primeira análise das obras dos clássicos citados parece dar razão aos especialistas. Contudo, o fenômeno histórico das migrações e o imigrante como ator social mereceram mais do que esparsas referências por parte dos “fundadores da sociologia”, muito embora isso não apareça tão claramente.

Os temas surgem ainda, com força, nas obras de Friedrich Engels, Georg Simmel, Rosa Luxemburgo e mesmo Vladimir Lênin, para consolidar-se nos autores da chamada Escola de Chicago. Em relação à história da sociologia, estamos ainda diante de um dos raros subcampos que teve mais impulso inicial no continente americano do que no continente europeu, o que é fácil de compreender tendo em vista as enormes consequências sociais, econômicas e culturais em todos os grandes países imigrantistas, respectivamente EUA, Argentina, Brasil e Canadá.

Mas resta a compreender a trajetória específica do tema através dos clássicos. Quais seriam as principais contribuições e que papel o tema da imigração desempenhou em suas obras respectivas? O imigrante foi um ator social de peso? Seria possível estabelecer um paralelo entre clássicos europeus e norte-americanos? Esse trabalho revisita os autores citados tanto na Europa quanto nos EUA. Analisa o sentido, o lugar e a importância do tema em cada um deles, procurando aí as respostas tanto para a não centralidade do tema quanto para compreender seu papel na história da sociologia e mesmo suas contribuições para a sociologia atual.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s