Fonte: https://fazendomilagrescineclube.wordpress.com/2017/01/21/cines-africanos-fazendo-milagres-aborda-imaginario-de-africa-a-partir-do-cinema-africano-contemporaneo/

Cines Africanos Fazendo Milagres aborda imaginário de África a partir do cinema africano contemporâneo

divulgac%cc%a7a%cc%83o

Mirandiba (PE) será a primeira cidade a abrigar o Cines Africanos Fazendo Milagres (Foto: Raquel Santana)

 

A África que eu imagino

Projeto que difunde o cinema africano em cidades do interior e na capital pernambucana inicia próxima segunda-feira (23/01)

 

O projeto “Cines Africanos Fazendo Milagres” promoverá de janeiro a agosto de 2017 cinco oficinas com objetivo de aproximar os olhares dos e das participantes sobre os diversos cinemas produzidos no continente africano, possibilitando mudanças significativas sobre o imaginário deste continente. O projeto ainda inclui a realização de um curta-metragem sobre a África sob a perspectiva de comunidades negras de Pernambuco, visto que todas as oficinas são voltadas para o público negro de quilombos rurais e urbanos.

As duas primeiras formações serão realizadas no final de janeiro, nas cidades de Mirandiba e Triunfo, situadas no Sertão pernambucano. Mirandiba é um município com mais de 80% de população negra e com forte presença de comunidades quilombolas no seu entorno. Nessa cidade, a oficina acontecerá em parceria com o Centro de Cultura e Cidadania Zumbi dos Palmares, espaço dedicado à difusão da arte e cultura negras há mais de 15 anos. Em Triunfo, a formação acontecerá na Associação Comunitária da comunidade quilombola de Águas Claras, na zona rural do município.

divulgac%cc%a7a%cc%83o-1
Quilombo de Águas Claras, em Triunfo (PE) sediará a segunda oficina do projeto (Foto: Raquel Santana)

Taquaritinga do Norte, no Agreste, será a terceira cidade a acolher o projeto, durante a realização da 10ª edição do Festival Curta Taquary, no mês de abril. Na Zona da Mata, o Sítio Ágatha, um assentamento da Reforma Agrária que trabalha com práticas agroecológicas e liderado por mulheres negras, abrigará a quarta oficina do projeto, em maio. A última etapa formativa acontecerá no início de junho, no Recife, em comunidade a ser definida.

“Cines Africanos Fazendo Milagres” tem apoio do Fundo Baobá. A equipe idealizadora do projeto integra o Fazendo Milagres Cineclube, que realizou sessões cineclubistas entre 2012 e 2013 em diferentes lugares de Olinda, como a Praça dos Milagres, a comunidade do Monte e o espaço cultural Xinxim da Baiana. Todas as integrantes são mulheres, negras e trabalhadoras do audiovisual. Para a realização desse projeto, O Fazendo Milagres Cineclube firmou uma parceria com o Fórum Itinerante de Cinema Negro (FICINE). Formado por estudiosos e cineastas do Brasil e Cabo Verde, o FICINE é um espaço de formação e reflexão sobre a produção mundial de cinema, fotografia e audiovisual que tem pessoas negras como realizadoras e as culturas e experiências negras como tema principal. O conceito abrange produções audiovisuais distintas que se estendem dos países africanos às suas diásporas.

ACOMPANHE NOSSAS ATIVIDADES:

https://fazendomilagrescineclube.wordpress.com/

https://www.facebook.com/fazendomilagrescineclube/?fref=ts

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s