Antropóloga retrata experiência de mulheres migrantes presas em São Paulo

13/12/2016

 

Antropóloga retrata experiência de mulheres migrantes presas em São Paulo
Foto: Jackie Dewe Mathews

Entre 2008 e 2011, a antropóloga Bruna Bumachar atuou como voluntária do Projeto Estrangeiras do ITTC. Os atendimentos realizados por meio do Projeto foram o primeiro contato dela com o tema da pesquisa que viria a desenvolver a respeito da experiência prisional de mulheres migrantes privadas de liberdade em São Paulo.

Com autorização da Secretaria da Administração Penitenciária do estado, a antropóloga pôde investigar como essas mulheres se articulam e produzem fluxos e estratégias que superam as fronteiras do universo da prisão transnacional e que, por sua vez, são também responsáveis por transformar a dinâmica deste universo.

Em entrevista ao Jornal da Unicamp, Bruna compartilha os detalhes de sua pesquisa.

Acesse.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s